quinta-feira, 16 de junho de 2011


"Gosto dos venenos mais lentos!
Das bebidas mais fortes!
Dos cafés mais amargos!                                                       
E os delírios mais loucos.
Você pode até me empurrar
de um penhasco,
que eu vou dizer:                                 
'E daí, eu adoro voar!'
Não me dêem fórmulas certas,
porque eu não espero acertar sempre.
Não me mostrem o que esperam de mim,
porque vou seguir meu coração.
Não me façam ser quem não sou.
Não me convidem a ser igual,
porque sinceramente sou diferente.
Não sei amar pela metade.
Não sei viver de mentira.
Não sei voar de pés no chão.
Sou sempre eu mesma,
mas concerteza
não serei a mesma para sempre..."
(Clarice Lispector)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...