terça-feira, 13 de setembro de 2011

Infinito Particular




Sob o olhar limitado dos seres que se restringem a sonhar por medo de sofrer, minhas idéias não passam de meras fantasias. Apenas uma alma lunática como a minha compreende perfeitamente o sentido de meus “refúgios”. Apenas alguém que também não tem medo de criar cenários, personagens, para ter um instante de paz mental. Neles eu encontro música, natureza, e tudo o que há de mais simples, e eu posso ser o que eu quiser, dançarina, fada, princesa, borboleta, flor, menina e mulher. Não me importa os sorrisos sarcásticos, tolos são os que perdem a essência da infância para parecerem normais. Cada um tem sua forma particular de lidar com seus tormentos, e a minha é me recolher em algum canto,com música ao som de piano e violinos, fechar os olhos e mergulhar no meu infinito particular. Não se dá a isso um significado meio que superficial como a fuga de problemas, da realidade. Vai além disso, é uma forma de Deus nos atrair a descansar Nele e assim, retornar, encarar as dificuldades e lutar pelos meus sonhos com serenidade. Particularmente encontrei nos meus cenários mais que um refúgio, encontrei a paz que muitas vezes deixo perder em dias escuros. 

Tainan Silva

Um comentário:

  1. Oii ! Eu ameei esse blog! Tô seguindo aquii :)) Será que você poderia seguir o meu também?
    http://laryssasoouza.blogspot.com/

    Desde já, muito obrigada flor!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...