quinta-feira, 29 de novembro de 2012




'Fui dormir umas vezes tão feliz, que, se
soubesse minha força, levitava.
Em outras, tanta foi a tristeza que fiz versos.'

Adélia Prado



Olha: o amor pulou o muro
o amor subiu na árvore
em tempo de se estrepar.
Pronto, o amor se estrepou.
Daqui estou vendo o sangue
que corre do corpo andrógino.
Essa ferida, meu bem,
às vezes não sara nunca
às vezes sara amanhã.

Drummond


"Só os apaixonados contestam, protestam, procuram a transformação. As paixões não cegam; elas iluminam, utopicamente, o destino do ser apaixonado. A paixão é o
alimento da liberdade. Não pode, portanto, existir pragmática da singularidade humana, sem seres apaixonados que a realizem. A paixão é o que nos diferencia dos seres inanimados, que simulam viver olhando, indiferentemente, o mundo à espera da morte. Só os seres apaixonados têm condições de procurar viver em liberdade, de procurar vencer as tiranias culturais."

Luís Alberto Warat

domingo, 25 de novembro de 2012



A gente aprende. Se não for ouvindo, é vivendo, na marra. 


Caio Augusto Leite


Fazer coisas sem sentido é minha especialidade ...para que possa passar para o papel algo que tenha sentido. Pois é na loucura que acho minhas palavras. É na loucura que acho minha sanidade.
Ah, não tente interpretar, julgar ou entender. Acabará louco também. Só eu sei o real significado das minhas palavras. E às vezes, nem eu...

Fernanda Guiterio 

Te provei em excesso sem tua presença, deu nisso, saudade quente saindo do forno que queima os dedos e faz o coração passar do ponto." 


Iandê Albuquerque



"Tenho escutado o barulho do meu silêncio. Ele é mudo em seu estrondo, mas de uma força tamanha, que não me deixa mentir. Pelo menos, para mim não !!!"

G.Fernandes



"Me agito, tenho tudo aqui na ponta da língua, mas não na ponta do dedo. Minha cabeça balança, parece querer desordenar as palavras que dançam e flutuam no meu cérebro. A vontade de expulsar o que está ardendo é tanta, que nada sai. Meu coração também se agita mas nada resolve. Respiro fundo. Nada. Fico assim então, tentando dizer o que está escancarado."

G.Fernandes

terça-feira, 20 de novembro de 2012


Estou prestes a fechar um ciclo. E portanto iniciar um novo. E carrego todos os medos, naturais desses momentos, dentro do bolso. Crescer não é nada fácil. Então me preparo para seguir um novo caminho, desconhecido, longo e espero que saboroso.


Wilma Araújo




Mel com pimenta
Menina e mulher 
estão em harmonia 
dentro de si
Num misto de inocência e culpa
Se deleita numa taça de vinho
Doce mistério 
Embriagando-se na própria solidão
Isso não tem sentido...
... Nada nela faz sentido...

T. Silva

terça-feira, 13 de novembro de 2012



"E aqueles que foram vistos dançando foram julgados insanos por aqueles que não podiam escutar a música."

Nietzsche




"Me busco em músicas que dão ritmo ao que sinto de forma silenciosa e me busco em trechos de livros que revelam ideias que mantenho ainda embaralhadas. (...) Me busco quando me aquieto pra escutar meus pensamentos, que não são retos, certos
, fáceis, e sim espasmódicos, contraditórios, provocativos, ora estão ao meu favor, ora estão contra, e por isso me desencontro. Então escrevo, me busco em frases feitas e frases inventadas, colocando uma palavra atrás da outra na tentativa de construir uma lógica, um atalho, uma emoção que eu consiga sustentar e repartir, e depois fecho o computador me busco no sono, nos sonhos, no inconsciente, do meu lado noturno, sombrio, quando perco a coragem e tudo me amedronta, a começar pelo fato de que o dia terminou e a busca não se encerrou, nem irá, porque esse tipo de busca não se encerra."

Martha Medeiros





Eu me entrego apenas quando souber
Que o que iremos passar vai ter valido uma canção. ♫

Entregue-se - Tiê




Há sempre o momento de pedir ajuda, de se abrir, de tentar sair do buraco. Mas, antes, é imprescindível passar por uma certa reclusão. Fechar-se em si, reconhecer a dor e aprender com ela. Enfrentá-la sem atuações. Deixar ela escapar pelo n
ariz, pelos olhos, deixar ela vazar pelo corpo todo, sem pudores. Assim como protegemos nossa felicidade, temos também que proteger nossa infelicidade. Não há nada mais desgastante do que uma alegria forçada. Se você está infeliz, recolha-se, não suba ao palco.

Disfarçar a dor é dor ainda maior.

Martha Medeiros



"Aprendi que minhas delicadezas nem sempre são suficientes para despertar a suavidade alheia, e mesmo assim insisto.” 

Caio F. Abreu



"Aos olhos nus, não passava de um chuva repentina, mas aqui dentro soava como uma tempestade" 


(Clarice Lispector)



"A vida pode ser dura com a gente... Nos jogar às paredes. Nos vender ilusões. Nos roubar alguns sonhos. Por mais que ela nos moa, lembre-se: É no chão, onde tudo floresce. Hoje, você é pó... Amanhã, flor. "


Bruno de Paula







“Veja por este ângulo: a espera se justifica por você ser tão especialzinha e única, feito uma flor bonita em encostas arenosas. Confia em mim, ele vai te encontrar. Mas siga sua intuição, não perca tempo e beleza com rapazes feitos para outras garotas. Só pelo andar da carruagem você já sabe quem vem dentro.”

Gabito Nunes


Yasmin era uma menina boba, dessas que se apaixona por um olhar, queria encontrar um amor, um alguém para cuidar. Porém nunca tivera sorte com suas paixonites. Aos 18 anos gostou bastante de um rapaz (Rafael), que este, quando soube, disse que estava gostando de outra pessoa, caso contrário ela teria uma chance. Em um ano ela tentou, e tentou, e toda vez ele vinha com a desculpa que tava gostando de alguém, um alguém sempre diferente. Até ela descobrir que uma destas pessoas era uma de suas melhores amigas (Luana). Apesar de Luana não querer, ele insistiu. Desistiu mais tarde e ficou com uma outra colega dela que morava na mesma rua. Yasmin cansou, de um dia para outro, depois disso, acreditem se quiser, ela deixou pra lá esta paixonite. Aos 19 anos, um outro rapaz (Gabriel) chegou e demonstrou interesse também, dois carentes, começaram a namorar pouco tempo depois de se conhecer. Ela era a sua primeira namorada, e ele o seu primeiro namorado. E como todo primeiro namoro, a empolgação era total. Após um ano, ele aparentou frieza no namoro, e ela sensitiva que era, percebeu nos primeiros detalhes. Perguntou e ele disse que não era nada. Os dias foram passando e aquilo continuava, e crescia uma angústia nela em achar que ele não sentia mais o mesmo, apenas não tinha coragem de dizer. Insistiu e ele pediu um tempo no namoro, pois achava que estava se atraindo por uma amiga dela (Iara) Em uma semana, ele terminou o namoro. Yasmin chorou intensamente, inclusive no colo de Iara, que não sabia do sentimento dele. Iara era daquelas que se afastava dos ex-namorados das amigas pra evitar este tipo de coisa. Em quatro dias ele pediu pra voltar, porque sentia sua falta. Conversaram, e Yasmin confessou que perdeu parte da sua confiança, e ele precisava reconquistar. Como durou pouco tempo o término até ele vir falar com ela, e ainda gostava muito dele, voltou. Seis meses depois, ele  confessou que a traiu quatro meses antes, ou seja, dois meses depois que voltaram. Segundo ele, a traiu por um dia com uma menina e que na hora da traição estava se arrependendo. E evitou manter contato com a tal moça. Quando ele confessou isto, já com dois meses de noivado com Yasmin. E tudo se encaixou, ele a traiu, se arrependeu, e pra tentar consertar o erro sem dizer isto por medo de magoá-la, noivou. Ela sofreu muito com o choque, quando ele disse isto foi através do msn. Neste dia, ela pediu muito que o Espirito Santo descesse sobre ela e acalmasse seu coração angustiado, pois precisava tomar uma decisão. Pediu a Deus que a iluminasse e, no outro dia, ao vê-lo pessoalmente não sabia explicar o porque, não conseguiu sentir raiva dele, e o olhou nos olhos, ele estava em lágrimas. Ela disse o que precisava dizer, ele disse que não a merecia. Olhou para Gabriel e disse, que daria uma chance. Ele não quis aceitar, mas ela o perdoou, não porque gostava dele, ou porque não sabia viver sem esse sentimento. Ela sempre acreditava que não aguentaria continuar com uma pessoa que a traísse, porque seria difícil olhar pra ela todos os dias e não se lembrar. Mas neste dia, não soube explicar o porquê, foi maior do que ela. Pediram a Deus pra que os abençoasse, e que os revestissem de forças. E Ele vos deu, e como consequência dessa situação, ocorreram outras dúvidas, e que logo conseguiram resolver. Enfim, continuaram, aparentemente mais fortes do que antes. Tiveram uma experiência com Deus, e resolveram  firmar-se nisso. Após 5 meses tudo voltou a ficar estranho, ele começou a aparentar frieza novamente, e eu ela se assustou, ele pediu outro tempo, não pra gostar de alguém e sim, um tempo pra ele e Deus. Foi um tempo que durou seis meses, insistiu diversas vezes para que Gabriel confessasse que não havia mais sentimento, e ele disse que era só um tempo. No final do sexto mês desconfiou que ele estava se interessando por uma menina e ligou pra pedir pra que ele fosse sincero, ele não falou nada, mas ela já previa e já estava se preparando. No entanto, minutos mais tarde ao entrar na internet, Yasmin se deparou com um recado dele no seu e-mail terminando tudo. Ela, enfurecida com tamanha covardia, foi até a casa dele pra que ele dissesse aquilo a olhando nos olhos. Como pode uma pessoa passar seis meses enrolando, sem dizer mais nada, e só vir tomar a coragem de falar por um e-mail. Ela já não esperava mais que ele gostasse dela, nestes seis meses ela já estava percebendo isso, mas ainda não tinha caído a ficha realmente, ela só queria sinceridade. E que ele não ficasse se escondendo pra dizer as coisas. Chegou na casa dele e ele a tratou muito mal, e não falou nada, disse que já tinha dito tudo no msn. Ela só queria entender o motivo daquilo tudo, ele nunca agiu com clareza, sempre escondendo o jogo. Saiu de lá com uma decisão, e excluiu todos os contatos com ele. E sim, foi uma tola, ingênua, mas ao contrário de antes, hoje não se arrepende, nem tem vergonha de falar de sua tolice. Ela fez o que poucas pessoas fariam, quis amar, perdoou, suportou, aguentou, não queria entender, não queria ver que ele era assim, só quis amar, só quis cuidar de alguém, mas o mundo é cruel às vezes, e temos que lutar para não perder a essência, ser bom, mas ficar alerta, usar a sabedoria. Foi a sua primeira experiência, e serviu para que aprendesse muita coisa. Logo após descobriu o porque Deus a afastou dele, e agradeceu. Pouco tempo depois, mesmo sem querer, se encantou por outro (Fanuel), e dessa vez tentou ter o máximo de cuidado. Falou pra ele do seu sentimento, e ele aconselhou que se conhecessem mais e ver no que ia dar. Aceitou, pois ela também não queria ter nada naquele momento, ainda estava traumatizada com os últimos, e também queria aproveitar a amizade. Ele chegou e a cativou, chamou sua atenção como nenhum homem havia chamado, nem mesmo o cara com quem passou quase três anos de sua vida. Seu olhar, sua indiferença, seu jeito distante e ao mesmo tempo doce, a atraíram. E foi ficando tão forte, que após quase um ano, tava ficando impossível controlar. Fanuel chegou a dizer que ACHAVA que já estava sentindo algo por ela, mas precisava ter certeza pra não magoá-la. Ela sabia que tinha algo a ver com o passado dele. Ficaram nessa amizade meio colorida por quase um ano até que Yasmin resolveu dizer que ia se afastar por uns tempos, pois tava sendo impossível vê-lo e não abraça-lo como queria, não poder dar o carinho que ela queria. Ele sempre foi muito frio em abraços. E ele falou que, infelizmente ainda  a olhava como uma amiga. Passou uns dias distante dele, e resolveu que poderia suportar, pois antes de tudo, eles tinham uma amizade. E ela não poderia deixar se perder isso, porque um outro sentimento havia nascido em seu coração. E voltaram a ter contato, ela sofreu, suportou, chorou, sorriu também, e quando seu coração já estava se cansando da falta de reciprocidade e sem a resposta concreta dele, Fanuel vem e aparece dizendo que estava sentindo algo por ela novamente. Ela, no entanto, já estava tão desacreditada, que não se empolgou muito, mas lá dentro brotava uma "esperançazinha". Ele pediu alguns dias para confirmar o que estava sentindo, e Yasmin disse que estaria esperando a resposta dele, mas não ia ficar vivendo em torno disso, esperando ansiosamente por isso, continuaria se abrindo a outras oportunidades, se estas aparecessem. Passou-se um mês e nada, nenhuma resposta, e mesmo que ela não quisesse esperar, lá no fundo ele reacendeu uma chama que estava se apagando. Ele até falou um pouco do seu passado. e ela compreendeu o porque ele era tão frio em relações afetivas, e, intimamente, ela disse pra si mesma que suportaria, se ele quisesse, tudo isso, e o ajudaria a sentir o amor. Um belo dia, ela resolveu tentar fazer algo por si mesma, pois querendo ou não, o sentimento tinha renovado suas forças, mas ele não deixou, disse que já havia tomado a decisão e que iam conversar. Bem, Fanuel disse isso há dois meses, o fato é que nunca houve esta conversa. Ela não correu atrás, porque já estava cansada disso, deixou que ele viesse por si só, e não veio... Se havia algum sentimento nele, ele viria até ela e não importa as circunstâncias, a procuraria e lutaria por ela. Mas Yasmin está descobrindo mais uma vez sem sinceridade da outra parte, que é tola demais em esperar, em dar chances. Enfim, percebe-se que foi tola muitas vezes. Sem sinceridade no primeiro, sem sinceridade no segundo, e agora mais uma vez. Com isso, anda cada vez mais difícil se entregar nessas situações. Ele reclama da frieza dela, diz que achava que a amizade valia alguma coisa. E vale, mesmo que ele não acredite, Yasmin o ama intensamente, não sabe mais se é só por amizade. Ela só quer um tempo pra reorganizar as coisas. Ele não tem direito de reclamar depois de sua falta de sinceridade e atitude. Yasmin não esperava mais que Fanuel gostasse dela, que correspondesse ao seu sentimento, só queria sinceridade da parte dele. Se foi amor o que ela sentiu? Se não foi amor, ela não sabe mais dizer o que foi. O amor não se cansa, mas é o corpo que cansa de carregar tamanha intensidade às vezes, e precisa dar um tempo de vez em quando. Ela precisa de um tempo para se amar agora. 

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Crônica do amor



Ninguém ama outra pessoa pelas qualidades que ela tem,
caso contrário os honestos, simpáticos e não fumantes
teriam uma fila de pretendentes batendo á porta.

O amor não é chegado a fazer contas, não obedece á razão.
O verdadeiro amor acontece por empatia, por magnetismo,
por conjunção estelar.

Ninguém ama outra pessoa por que ela é educada,
veste-se bem e é fã do Caetano Veloso.
Isso são só referenciais. Ama-se pelo cheiro, pelo mistério,
pela paz que o outro lhe dá, ou pelo tormento que provoca.

Ama-se pelo tom de voz, pela maneira que os olhos piscam,
pela fragilidade que se revela quando menos se espera.
Você ama aquele petulante. Você escreveu dúzias de cartas
que ela não respondeu.

Você deu flores que ela deixou a seco.
Você gosta de rock e ela de chorinho.
Você gosta de praia e ela tem alergia a sol.
Você abomina Natal e ela detesta o Ano Novo.
Nem no ódio vocês combinam. Então?

Então, que ela tem um jeito de sorrir que o deixa imobilizado.
O beijo dela é mais viciante do que LSD.
Você adora brigar com ela e ela adora implicar com você.
Isso tem nome... .
Você ama aquele cafajeste. Ele diz que vai e não liga.

Ele veste o primeiro trapo que encontra no armário.
Ele não emplaca uma semana nos empregos, está sempre duro,
e é meio galinha. Ele não tem a menor vocação para príncipe encantado e ainda assim você não consegue despachá-lo.

Quando a mão dele toca na sua nuca, você derrete como manteiga.
Ele toca gaita na boca, adora animais e escreve poemas.
Por que você ama tanto este cara? Não pergunte prá mim.

Você é inteligente! Lê livros, jornais.
Gosta de filmes dos irmãos Coen e do Robert Altman,
mas sabe que uma boa comédia romântica também tem seu valor.
É bonita. Seu cabelo nasceu prá ser sacudido num comercial de xampu.

Seu corpo tem todas as curvas no lugar.
Independente, emprego fixo, bom saldo no banco.
Gosta de viajar, de ouvir música. Tem loucura por computador
e seu fettucine ao pesto é imbatível. Você tem bom humor,
não pega no pé de ninguém e adora sexo.

Com um currículo desse, criatura, por que você está sem um amor?
Ah, o amor, essa raposa. Quem dera o amor não fosse um sentimento, mas uma equação matemática: eu linda Você Inteligente dois apaixonados. Não funciona assim!

Amar não requer conhecimento prévio, nem consulta ao SPC.
Ama-se justamente pelo que o Amor tem de indefinível.
Honestos existem aos milhares. Generosos têm ás pencas.

Bons motoristas e bons pais de família, tá assim, oh!
Mas ninguém consegue ser do jeito que o Amor da sua vida é.
Pense nisso. Pedir é a maneira mais eficaz de merecer.
É a contingência maior de quem precisa.

Arnaldo Jabor




“Ela, na sua magnífica força e coragem,
aprendeu a ser livre;
a gritar quando tem vontade,
a chorar quando precisar chorar
e a sorrir mesmo quando a situação não permitir sorrir.

E, perante os olhos intimadores dos
homens e de tamanha curiosidade,
ela levantou a cabeça e mostrou
que não era
uma boneca de porcelana,
mas que podia ser quebrada
várias vezes
e que sempre conseguia se juntar
sem perder nenhum dos pedaços.”

Clarice Lispector

domingo, 11 de novembro de 2012





"Já quase não tenho a sensação de ter uma alma. Sinto-me perfeitamente límpido, tranquilo e vazio por dentro."

Lars Gustafsson 
livro " A morte de um apicultor "


Em meio a encantos e desencantos...
Me resumo flor,
onde broto novamente a cada chuva de lágrimas.
Me resumo borboleta
onde vivo em constantes metamorfoses.
Me resumo lua

que brilha solitária e bela, mesmo que olho algum a contemple.
Essência minha, não se perca.
Preciso continuar renascendo...

Tainan Silva



Por onde andava

Trazia vestígios do seu jardim,
Não havia como fugir 
De sua identidade.
Mesmo quando fraca,
E aparentemente sem vida,
Suas lágrimas regavam-na
Fazendo-a brotar timidamente.

Tainan Silva

sábado, 10 de novembro de 2012








"Chamam-me borboleta... talvez pela leveza nos traços, quem sabe por saber voar no silêncio. Sabe... gosto. Gosto da simplicidade das pequenas asas, gosto do sabor do vento."

Desconhecido






"O tempo, de vento em vento, 

desmanchou o penteado arrumadinho
de várias certezas que eu tinha,
e algumas vezes descabelou
completamente a minha alma.
Mesmo que isso tenha me assustado
muito aqui e ali,
no somatório de tudo,
foi graça, alívio e abertura.
A gente não precisa de certezas estáticas.
A gente precisa é aprender a manha
de saber se reinventar."



(Ana Jácomo)



"Parabéns para você, que, linda, lida com explosões hormonais uma vez ao mês. Que sente tudo inchar. Que chora por besteira. Que valoriza bobagens. Que acredita em filmes de amor. Que faz coleção de esmaltes. Que ama sapatos, bolsas e cacarecos para colocar no cabelo. Que compra só porque tava em liquidação. Que sempre precisa de alguma coisa. Que acha o amor a coisa mais bonita – e importante des
se mundo. Que sabe como é fundamental olhar para si mesma – ainda que de vez em quando se perca e se preocupe em demasia com o "querer" do outro. Parabéns para você, que dia a dia aprende mais sobre você mesma. Que erra para aprender. Que é forte o suficiente para seguir em frente – sem lamúrias, mas com maturidade e sensatez. Que de vez em quando esquece a própria idade e o juízo em algum canto. E depois acha, como mágica. Parabéns para você, que tem um sonho. Que não desiste, apesar do que falam. Que não se abala, apesar do medo. Que sente uma fraqueza interna, mas caminha com passos firmes. Que fica tonta, mas não desmaia. Que apesar de cada pedra no caminho, corre. Que reclama dos problemas, mas entende que a vida é feita deles. Que tenta entender o defeito alheio – e procura perceber os seus."





(Clarissa Corrêa)




"Acorde, garota! Você é linda, inteligente, tem um ótimo perfume e seus olhos brilham mais que um punhado de purpurina. Por que chora? Perdeu em alguma esquina seu encanto?! Ninguém pode tirar de você seu mais belo sorriso, motivo de idas e vindas saltitantes. Coloque sua música favorita para tocar, respire fundo e faça o que de melhor sabe fazer: ser você."

Caio F. Abreu
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...